Curta e Siga

Fone 48 3224 5258

Efetue sua Busca


Notícias

ADVB/SC entrega Prêmio Personalidade de Vendas 2014 a Carlos Amaral

ADVB/SC entrega Prêmio Personalidade de Vendas 2014 a Carlos Amaral

 Em concorrida cerimônia realizada na noite da última segunda-feira (9), a Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC), conferiu ao empresário Carlos Amaral o Prêmio Personalidade de Vendas 2014. Amaral foi escolhido pelo mercado como a liderança empresarial que melhor soube utilizar as técnicas de vendas e marketing para alavancar os seus negócios, alcançando projeção nos mercados nos quais atua. Carlos Amaral é o empresário mais jovem a receber a premiação, única da ADVB concedida à pessoa física.

O evento de premiação foi realizado no Centrosul, em Florianópolis, e reuniu grande público, entre representantes de entidades empresariais e de classe, do trade da comunicação do estado, e autoridades políticas, como o secretário estadual de Comunicação, Nelson Santiago, representando o governador de Santa Catarina; o procurador geral de Florianópolis, Alessandro Abreu, que representou o prefeito da Capital; e o prefeito de Lages, Elizeu Mattos.
Em seu discurso, o Personalidade de Vendas 2014 reafirmou que a conquista do prêmio se deve a um conjunto de fatores e de pessoas. “Este prêmio não é só meu. É um reconhecimento ao trabalho da minha família, à força do associativismo e a todos os companheiros do Grupo SCC que, como guerreiros, todos os dias, fazem mais com menos para transformar nossos sonhos em realidade. Sinto-me honrado em fazer parte de um seleto grupo de premiados pela ADVB, podendo representar a indústria da comunicação e as novas lideranças catarinenses”, destacou Carlos Amaral.

Para o presidente da ADVB/SC, Octavio René Lebarbenchon Neto, “é uma satisfação para a entidade poder premiar alguém que tanto fez pelo desenvolvimento da Associação. Ficamos felizes em mais uma vez marcar a trajetória profissional do Carlos”, disse. Amaral presidiu a entidade nos anos 2008 e 2009, e também o Conselho Deliberativo da ADVB/SC de 2011 a 2013.
O CEO e vice-presidente executivo do SBT nacional, José Roberto Maciel, também prestigiou a cerimônia. Segundo Maciel, “Mais do que realizar bons negócios, a família Amaral construiu uma marca com grande reputação. E com transparência, integridade e ótimas ideias, o Carlos tem levado esta marca a níveis de excelência. É um prazer tem o Grupo SCC como um de nossos melhores parceiros”, completou.
Nos últimos anos, junto com família Amaral, que há mais de 30 anos atua no ramo da comunicação no estado, Carlos Amaral liderou o processo de desenvolvimento do SBT Santa Catarina, que se tornou um exemplo de gestão bem sucedida e que resultou na vice-liderança da emissora no estado. Atualmente, a emissora investe na ampliação da cobertura digital, já disponibilizando o sinal para 21 cidades catarinenses, incluindo Florianópolis, Lages, Joinville, Blumenau, Criciúma e Chapecó.



12º Fórum das Personalidades de Vendas

Dentro da programação da entrega do Prêmio Personalidade de Vendas 2014, a ADVB/SC promoveu, mais cedo, o Fórum das Personalidades de Vendas, também no Centrosul. A 12ª edição do evento contou com a participação de 11 grandes empresários do mercado catarinense, todos já reconhecidos como destaque empresarial pela entidade.
Participaram do Fórum sobre Perspectivas e Tendências do Mercado Brasileiro, os empresários: Acari Menestrina, da GranMestri; Antônio Koerich, da Koerich; Beto Barreiros, do Box 32; Carlos Amaral, do SBT/SC; Denisson Moura de Freitas, da Komeco; Hans Dieter Didjurgeit, da União Saúde; Luciano Hang, das Lojas Havan; Marcelo Corrêa Petrelli, do Grupo RIC; Natanael Santos de Souza, do First S.A; Ninfo Valtero König, da Atrio Hoteis; e Vicente Donini, da Marisol.

O debate foi marcado por algumas críticas à gestão da presidente Dilma e os empresários apontaram para um cenário de incertezas para investimentos, principalmente após a Copa do Mundo e as eleições. Apesar disso, todos irão registrar boas taxas de crescimento em 2014 e seguem apostando em Santa Catarina como um estado privilegiado e diferenciado dos demais. Veja alguns dos comentários dos PV’s da ADVB/SC:

Antônio Koerich – “Protestar por protestar é andar na contramão.
Em vez disso, precisamos de trabalho, comprometimento e honestidade. Confio no Brasil e na capacidade de trabalho do nosso povo”.

Denisson Moura de Freitas – “Empresários no Brasil precisam criar estratégias e diferenciais para sobreviver, crescer e evoluir. Precisa olhar cada etapa e ver como fazer melhor o negócio. Esse é o desafio ao líder de vendas no Brasil”.

Acari Menestrina - “O agronegócio ficou abandonado por muitos anos, mas é ele que equilibra a balança comercial. Precisamos ser eficientes e competitivos, porque o mercado não paga pela nossa falta de eficiência”.

Carlos Amaral – “O cenário não é de pessimismo, é de incerteza
Ninguém consegue prever o pós-copa e o pós-eleições. Isso faz todo mundo ser mais cuidadoso nos seus passos. Mas ninguém tem mais know how que nos para enfrentar crises e aqui temos políticos do bem, grandes empresários e povo trabalhador”.

Vicente Donini – “Precisamos ser mais responsáveis nas nossas escolhas e a alternância no poder é a melhor coisa que pode existir. A carga tributária é muito elevada e precisa de redução gradual do peso dos impostos de pelo menos meio ponto percentual por ano para dar esperança aos empreendedores no Brasil”.

Natanael Souza – “Falta clareza na legislação tributária. As empresas fazem coisas erradas e nem sabem. Vivemos numa quase ditadura tributária, onde o governo tira do empresário e dá para quem é de interesse apenas para ficar no poder”.

Hans Dieter Didjurgeit – “No cenário negativo do Brasil, Santa Catarina se destaca positivamente. É uma ilha de prosperidade, com atrativos para empresas de fora como educação e segurança”.

Luciano Hang – “O salário acaba antes do fim do mês, mas o brasileiro não deixa de comprar. Tenho projeto para abrir mais 16 lojas até o final do ano”.

Beto Barreiros – “Precisamos nos unir para manter nossos interesses. Não temos retorno de recursos de impostos”.

Marcelo Petrelli – “Faltam bons projetos para conseguirmos gastar recursos do PAC, mas também precisamos entender o que construir. Brasileiro gosta de mostrar o que tem de ruim. Agora, precisa guardar isso e depois mudar nas eleições”.

Ninfo König – “A copa vai ser positiva por ter mostrado que estamos pagando um preço muito alto neste evento”.